Alimentos produzidos em Portugal são seguros
Publicado | 2018-08-16 04:47:50
 
Segundo a Agência Europeia para a Segurança Alimentar, Portugal produz alimentos com níveis de segurança acima da média da Zona Euro.
 
Esta é a principal conclusão do mais recente relatório efectuado pela Agência que revela uma taxa de 98,4% de alimentos produzidos em Portugal livre de resíduos de produtos fitofarmacêuticos ou com níveis de resíduos dentro dos limites legais. A média da Zona Euro é de 96,2%. O relatório revela também que 53,6% dos alimentos nacionais analisados está livre de resíduos quantificáveis, mais uma vez um valor melhor do que a média da Zona Euro, que se situa nos 51%.

No seu relatório anual, a EFSA analisa os resultados do programa de controlo coordenado pela União Europeia, em que os países inquiridos analisam amostras do mesmo grupo de géneros alimentícios e dos mesmos pesticidas. Neste relatório, os resultados dizem respeito a um conjunto de produtos comuns à mesa dos europeus: maçãs, couve-repolho, alho-porro, alface, pêssego, morango, tomate, centeio, vinho, leite de vaca e gordura de suíno.

Com base nos resultados das análises, a EFSA efectuou uma avaliação de risco agudo a curto prazo e crónico a longo prazo e, em ambos os casos, os riscos para a saúde humana foram considerados baixos.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
15 14
10 8
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda