Município de Cuba exige soluções para o serviço ferroviário do Baixo Alentejo
Publicado | 2018-08-09 04:26:02
 
No seguimento da situação grave ocorrida na sexta-feira passada durante a realização de um serviço da CP na linha do Alentejo – que terminou com os passageiros com destino a Vila Nova da Baronia, Cuba e Beja a serem assistidos pelos Bombeiros e pela GNR, após uma avaria na composição que os transportava – o Município de Cuba vai avançar com uma exposição do assunto junto Primeiro-Ministro e do respectivo ministério que tutela os transportes, e voltar a exigir soluções concretas e urgentes, como disse à Planície o presidente da autarquia, João Português.
 
Para o edil cubense a situação lamentável que sucedeu, evidencia bem o estado a que chegaram os caminhos-de-ferro portugueses, vítimas do desinvestimento de sucessivos Governos, sendo por isso imperativo voltar a olhar com prioridade para este meio de transporte, quer por forma a potenciar o desenvolvimento socioeconómico da região, quer por forma a garantir, de uma vez por todas, a segurança e qualidade do serviço do transporte ferroviário no Alentejo. João Português exige que seja encontrada uma solução urgente, porque já chega de portugueses de primeira, segunda e até já de terceira.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
15 14
10 8
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda