Forças Armadas apoiam protecção civil durante "Situação de Alerta"
Publicado | 2018-08-06 04:44:25
 
No seguimento da "Declaração da Situação de Alerta" implementada pelo Governo e que se vai manter até hoje, para a globalidade do território continental face às previsões meteorológicas que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio florestal, as Forças Armadas mantêm um efectivo de 2192 militares em prontidão para reagir caso seja solicitada uma resposta operacional de apoio à ANPC.
 
Para além dos 287 militares que já se encontram no terreno, empenhados em 63 patrulhas por todo o território de Portugal Continental, a contribuir para o reforço da vigilância e sensibilização das populações em matas nacionais e perímetros florestais, este quantitativo de militares dos três ramos das Forças Armadas estará disponível para operações de vigilância aérea e terrestre, acções de pós rescaldo, reforço das acções de patrulhamentos dissuasores de comportamentos e de apoio geral às operações de protecção e socorro que possam vir a ser desencadeadas.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
36 36
21 20
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda