Serpa: Vinho da Talha candidato a Património Imaterial
Publicado | 2018-08-02 04:19:47
 
A Câmara Municipal de Serpa assinou um protocolo de cooperação institucional e técnica, no âmbito do projecto de candidatura do “Processo Tradicional de Produção de Vinho de Talha a Património Cultural Imaterial da Humanidade”, promovido pela autarquia da Vidigueira.
 
Tendo em conta a importância histórica, cultural e social do vinho da talha, os municípios e entidades subscritoras deste protocolo vão começar a trabalhar, no sentido de fundamentar e apresentar a proposta de inscrição do processo tradicional de produção de vinho no Alentejo, o vinho de talha, no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial e posteriormente, na apresentação de uma candidatura a Património Cultural Imaterial da Humanidade, num processo que deverá rondar três anos.

Na fase inicial será feito um mapa dos locais, onde existe produção do vinho da talha, bem como todo um trabalho de investigação, cujos resultados passarão a constar do Inventário Nacional. 

Aos municípios envolvidos cabe ainda a definição de medidas de preservação e salvaguarda, que constarão de um plano inserido no processo de candidatura, e serão adequadas a cada comunidade.
Para o Alentejo este projecto é de extrema importância, pois irá valorizar mais um dos produtos de excelência, uma vez que tradicionalmente é uma zona vitivinícola, sendo ainda possível encontrar pequenos produtores, que utilizam os métodos tradicionais em todo o Alentejo.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 20
11 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda