Alentejo vai passar a alerta vermelho quinta e sexta devido a excesso de calor
Publicado | 2018-08-01 04:34:13
 
De acordo com o IPMA, o aviso laranja, que vai estar activo a partir de hoje, passa a vermelho na quinta-feira nos distritos de Bragança, Évora, Guarda, persistência de valores elevados da temperatura máxima.
 
Estes avisos surgem numa semana para a qual o IPMA já tinha previsto uma subida da temperatura máxima, que ultrapassará os 40 graus sobretudo na região do Alentejo, deve-se, segundo o IPMA, a uma massa de ar quente e seco vinda do Norte de África.

Entretanto as autoridades realizaram uma conferência de imprensa conjunta, com a presença da Autoridade Nacional de Protecção Civil, Instituto Português do Mar e da Atmosfera e Direcção Geral da Saúde, que teve lugar em Lisboa.

Nuno Moreira do IPMA explicou a onda de calor que se prevê e que pode durar 4 dias, chamou também a atenção para o facto de se prever a partir de hoje o aparecimento de  poeiras em suspensão provenientes do norte de África que vão afectar a região sul traduzindo-se num tom amarelado do céu.

O Sub Director Geral da Saúde, Diogo Cruz, deixou alguns avisos à população nomeadamente os cuidados a ter com as crianças, os mais idosos, as pessoas com doenças crónicas e sobretudo sobre o cuidado de não sair de casa nas horas de maior calor e beber muita água.
Patrícia Gaspar, da Autoridade Nacional de Protecção Civil, salientou que está tudo a postos para qualquer emergência que surja. Não é a primeira vez que as temperaturas aumentam no País, mas como vai ser uma situação atípica, já que vão subir subitamente é necessário manter todos os meios à disposição para toda e qualquer eventualidade que surja.

Recordamos que não pode fazer queimadas extensivas; não pode fazer queimas de amontoados.

O uso de fogareiros e grelhadores é proibido em todo o espaço rural, salvo se usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados para o efeito.

É proibido fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais.

É proibido o lançamento de balões de mecha acesa e de foguetes. O uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da Câmara Municipal.

É proibido fumigar ou desinfestar em apiários excepto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas.

É obrigatório usar dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa nos veículos de transporte pesados e 1 ou 2 extintores de 6 Kg, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
15 14
10 8
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda