Moura é o 2º concelho do distrito de Beja com maior número de população cigana
Publicado | 2018-07-31 04:53:54
 
A população de etnia cigana aumentou 79% nos últimos oito anos no distrito de Beja, onde, actualmente, vivem 3.666 ciganos e que representam 2,4% do total de habitantes, segundo a Associação dos Mediadores Ciganos de Portugal
 
Os dados resultam da comparação entre o estudo de caracterização da população cigana realizado em 2010 pelo Centro Distrital de Segurança Social e o mapeamento das comunidades ciganas no distrito de Beja feito no terreno este mês pela AMEC.

Em declarações à Planície, o mediador da AMEC em Moura, Adérito Oliveira, disse que a população do concelho também aumentou, explicando que uma das causas principais é o aumento de natalidade na comunidade.

Os ciganos casam-se e constituem família e têm filhos cedo e as famílias ciganas são numerosas”, disse, referindo que, “em muitos casos, numa só casa vive uma família de três gerações – pais, filhos e netos”. O aumento da natalidade cigana, também contribuiu para que as escolas de Póvoa de S. Miguel, Sobral da Adiça e Stº Aleixo não fechassem por falta de alunos.

Segundo o mapeamento, actualmente, a população cigana no distrito é constituída por 2.065 crianças e jovens, que são a maioria, e 1.601 adultos, distribuídos por 767 famílias.

Os concelhos do distrito onde vivem mais ciganos e, em números absolutos, a população cigana em Beja ocupa o primeiro lugar, com 1.399 habitantes mais 828 do que os 571 em 2010.

Seguem-se os concelhos de Moura, em segundo lugar, com 983 ciganos, mais 257 do que os 726 em 2010, e de Serpa, em terceiro lugar, com 469, mais 164 do que os 305 em 2010. Adérito Oliveira sublinhou ainda que Moura já não tem nómadas, porque devido ao contexto económico do País deixaram de negociar gado. 

Segundo o mapeamento, além de Ourique, que, tal como em 2010, “contínua sem comunidades ciganas”, Odemira, com oito, Almodôvar com 19 e Barrancos com 24 são os concelhos do distrito de Beja com menos habitantes de etnia cigana.

Cuba é o único dos 14 concelhos do distrito onde a população cigana diminuiu, passando de 90 habitantes em 2010 para 69 este ano.

O mapeamento foi feito no âmbito do projecto “Nós damos o passo para o impulso”, do Programa de Apoio ao Associativismo Cigano 2018 e contou com o apoio do Núcleo Distrital de Beja da EAPN Portugal/Rede Europeia Anti-Pobreza e das redes sociais do distrito.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
34 34
16 16
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda