Taxa de desemprego em Portugal regista mínimos dos últimos 16 anos
Publicado | 2018-07-31 04:46:55
 
Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, a taxa de desemprego caiu para 7% em Maio.
 
O valor apurado representa uma descida de 0,1 pontos percentuais face ao mês anterior, menos 0,6 pontos percentuais em relação a três meses antes e uma queda de 2,2 pontos percentuais face ao mesmo mês de 2017. 

A população desempregada de Maio foi estimada em 362,8 mil pessoas, tendo diminuído 1,4% em relação ao mês precedente (menos 5,1 mil pessoas), enquanto a população empregada foi estimada em 4.791,8 mil pessoas, tendo aumentado 1,7 mil (a que corresponde uma variação relativa quase nula) relativamente ao mês anterior.

Já a taxa de desemprego jovem ficou nos 20,5%, o valor mais baixo em 10 anos, sem alteração face ao mês anterior e 3,3 p.p. abaixo da taxa homóloga.

Para o Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, os dados do INE vêm confirmar os elementos da Segurança Social e do Instituto do Emprego «da continuação de uma significativa criação de emprego e diminuição do número de desempregados». 

Segundo Vieira da Silva, «essa diminuição da taxa de desemprego é feita principalmente pela criação de emprego». «O emprego cresce substancialmente e cresce mais do que a diminuição do desemprego. É um sinal extremamente positivo estes dados confirmarem uma descida da taxa de desemprego em Maio», sublinhou.

De acordo com o Ministro, a continuação de um crescimento sustentado da economia e uma criação sólida de emprego podem contribuir para uma revisão em baixa do valor da taxa de desemprego para este ano: «Há todas as expectativas para podermos vir a ter um valor anual que seja inferior àquele que o Governo estimou». 
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
36 36
16 18
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda