PCP propõe medidas para a remodelação e ampliação do Hospital de Beja
Publicado | 2018-07-26 04:36:23
 
Perante a circunstância de existir um hospital em Beja com disfuncionalidade evidente ao nível das suas instalações e inerente dificuldade em assegurar nas mesmas as adequadas condições de funcionamento para prestar às populações um serviço digno, o PCP apresentou na Assembleia da República uma resolução para a remodelação e ampliação do Hospital.
 
Segundo declarações à Planície do Deputado do PCP, Jorge Dias, a necessidade da intervenção já era evidente há muitos anos, agudizando-se recentemente com o aumento de requisitos associados a uma melhoria da prestação de cuidados.

A situação entretanto verificada, apesar do enorme esforço dos profissionais de saúde que actuam na unidade hospitalar, é de continuada falta de profissionais e de meios para prestação do serviço público no âmbito do serviço nacional de saúde, bem como uma continuada fragilização dos cuidados primários de saúde. A saturação das urgências, cujo espaço é demasiado pequeno para o atendimento de quem necessita dos serviços, os blocos operatórios que também já não conseguem responder às necessidades, os contentores sem condições onde se realizam vários atendimentos a doentes, são situações que já deviam ter deixado de existir.

Segundo o deputado, a resolução do PCP aprovada na Assembleia da República com a abstenção do PS, com a excepção do deputado do PS eleito por Beja, Pedro do Carmo, que votou a favor, juntamente com os restantes partidos recomenda ao Governo que adopte as medidas necessárias para que se iniciem os procedimentos para a remodelação e ampliação do hospital de Beja, um investimento calculado, de 25 milhões euros.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
15 14
10 8
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda