AMAlentejo salienta importância do A380 no Aeroporto de Beja
Publicado | 2018-07-25 04:15:16
 
O movimento AMAlentejo, destacou uma vez mais a importância do Aeroporto Internacional de Beja para a região e também para o país.
 
A infraestrutura aeronáutica do Baixo Alentejo destacou-se esta semana ao receber a maior aeronave de passageiros do mundo, o A380, que em Portugal, apenas pode aterrar na pista de Beja, tendo sido esta a primeira vez que uma aeronave deste tipo aterrou em solo português.

Segundo, José Soeiro, da AMAlentejo, em declarações à Planície, Portugal Continental dispõe de um Aeroporto Internacional no Alentejo, em Beja, pronto a utilizar, com capacidade para receber todo o tipo de aviões, incluindo entre estes o gigante A380, o maior avião do mundo para transporte de passageiros e para isso necessita apenas de boas e modernas acessibilidades rodo-ferroviárias.

Segundo o mesmo, o futuro Aeroporto de Lisboa, não inviabiliza a utilização do Aeroporto em Beja, que pode e deve ser um aeroporto de retaguarda do Algarve e mesmo de Lisboa nos próximos anos e servir a Andaluzia e a Estremadura espanhola que não dispõem de aeroportos capazes de receber voos intercontinentais.

A AMAlentejo salienta que é necessário mobilizar todas as forças que desejam o desenvolvimento do Alentejo e de Portugal. “O momento que vivemos não é para divisões, é para concentrar forças no que é estratégico e estruturante para todo o Alentejo e manter essa unidade para reivindicar, juntos, tudo o que o Alentejo (Alto, Central, Baixo e Litoral) precisa há muito e que pode e deve ser considerado no futuro quadro PT2030.”
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
19 19
7 6
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda