AMAlentejo salienta importância do A380 no Aeroporto de Beja
Publicado | 2018-07-25 04:15:16
 
O movimento AMAlentejo, destacou uma vez mais a importância do Aeroporto Internacional de Beja para a região e também para o país.
 
A infraestrutura aeronáutica do Baixo Alentejo destacou-se esta semana ao receber a maior aeronave de passageiros do mundo, o A380, que em Portugal, apenas pode aterrar na pista de Beja, tendo sido esta a primeira vez que uma aeronave deste tipo aterrou em solo português.

Segundo, José Soeiro, da AMAlentejo, em declarações à Planície, Portugal Continental dispõe de um Aeroporto Internacional no Alentejo, em Beja, pronto a utilizar, com capacidade para receber todo o tipo de aviões, incluindo entre estes o gigante A380, o maior avião do mundo para transporte de passageiros e para isso necessita apenas de boas e modernas acessibilidades rodo-ferroviárias.

Segundo o mesmo, o futuro Aeroporto de Lisboa, não inviabiliza a utilização do Aeroporto em Beja, que pode e deve ser um aeroporto de retaguarda do Algarve e mesmo de Lisboa nos próximos anos e servir a Andaluzia e a Estremadura espanhola que não dispõem de aeroportos capazes de receber voos intercontinentais.

A AMAlentejo salienta que é necessário mobilizar todas as forças que desejam o desenvolvimento do Alentejo e de Portugal. “O momento que vivemos não é para divisões, é para concentrar forças no que é estratégico e estruturante para todo o Alentejo e manter essa unidade para reivindicar, juntos, tudo o que o Alentejo (Alto, Central, Baixo e Litoral) precisa há muito e que pode e deve ser considerado no futuro quadro PT2030.”
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
10 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda