Distrito de Beja com mais acidentes e vítimas mortais nos primeiros seis meses do ano
Publicado | 2018-07-04 04:02:29
 
O número de acidentes nas estradas portuguesas aumentou nos primeiros seis meses do ano relativamente ao período homólogo, com um total de 63.357 desastres, mas registaram-se menos vítimas mortais, segundo dados oficiais.
 
De acordo com o último balanço da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, entre 01 de Janeiro e 30 de Junho deste ano registaram-se mais 2.403 acidentes do que no período homólogo.

Quanto às vítimas mortais, no primeiro semestre do ano registaram-se 220 mortos, menos 15 relativamente ao mesmo período do ano passado, 235.

O número de feridos graves baixou no período homólogo para 862, menos 141, e os feridos ligeiros caíram para 18.734, menos 97.

O balanço da ANSR, que reúne dados da GNR e PSP, indica ainda que só na última semana do mês de Junho, entre os dias 22 e 30, morreram nas estradas nove pessoas e 42 ficaram feridas com gravidade em acidentes.

No distrito de Beja registaram-se no mesmo período, 1014 acidentes, um aumento comparado com 2017, 991. Também o número de vítimas mortais subiu de 9 para 11. Já os feridos graves baixaram de 44 para 25 relativamente ao período homólogo.

O distrito com mais acidentes foi o de Lisboa, tendo registado 12.958.
Quanto ao número de mortos, Setúbal foi o distrito com mais vítimas mortais, 33.

Nos feridos graves, o distrito que maior valor apresenta nos primeiros seis meses do ano é o de Lisboa, 109.

No espaço de um ano, entre 01 de Julho de 2017 e 30 de Junho de 2018, o número de mortos nas estradas subiu para 495, mais oito, enquanto o de feridos graves baixou para 2.057, menos 122.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
34 34
16 16
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda