INE revela números sobre a exclusão no Alentejo
Publicado | 2018-07-02 04:16:13
 
Segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística cerca de 20% dos residentes do Alentejo encontravam-se em risco de exclusão social ou pobreza no ano passado, sendo que cerca de 4 a 5 mil deste total, são jovens abaixo dos 18 anos. As crianças são actualmente um factor de risco de pobreza.
 
“O observatório mostra que um agregado familiar com dois adultos e três ou mais crianças corre um risco na ordem dos 40%, baixando para 12% num agregado com apenas um filho.”

O INE revela ainda que 6,6% das famílias com menores a cargo, vivem em condições decadentes ou em casas sobrelotadas. 

Nos indicadores de privação habitacional fica claro que há uma melhoria, com carga das despesas da habitação a estabilizar nos 12,3%, enquanto a sobrecarga das despesas com casa recuou 0,8% pontos percentuais para 6,7%, reflectindo também o aumento dos rendimentos médios por agregado familiar em 2,4%.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 20
11 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda