2º Circulo de Silêncio sobre os Direitos na Infância
Publicado | 2018-06-29 04:36:36
 
Depois do primeiro círculo do silêncio sobre os migrantes, a Cáritas Diocesana de Beja realiza agora o segundo circulo, desta feita sobre os direitos na infância.
 
O Presidente da Cáritas Diocesana de Beja, Isaurindo Oliveira sublinhou à Planície que este tema deve-se ao facto de se estimar que 246 milhões de crianças sejam vítimas de trabalho infantil e exploração, para além de se estimar que existam cerca de 230 milhões de crianças a viver em áreas de conflito armado.  

O mesmo responsável acrescentou ainda que em Portugal e de acordo com os últimos Censos de 2011, existem apenas 1 milhão e 600 mil crianças, um número extremamente reduzido, para uma população de cerca de 10 milhões e meio de habitantes. 

Um total de 2 milhões e 300 mil portugueses estavam em risco de pobreza ou exclusão social em 2017, sendo que 18% (431 mil) eram menores de 18 anos ou seja, aproximadamente 1 criança em cada 5 adultos. 

Não existe Rede Pública de creches e foram encerradas mais de 4000 escolas do 1º ciclo, no nosso país, até aos dias de hoje, afastando-as do meio familiar e substituindo-as pelos grandes centros escolares distantes de onde as crianças vivem, numa desvalorização do papel da escola de proximidade. 

Isaurindo Oliveira chama ainda a atenção para o facto de as crianças actualmente estarem medicadas, muitas das vezes sem necessitarem, para o sedentarismo, para a obesidade. Tudo isto vai ser transmitido através do circulo do silêncio, onde será lido o manifesto dos direitos da infância.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
36 36
16 18
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda