APAV faz balanço da violência em Portugal em dia de aniversário
Publicado | 2018-06-26 04:40:50
 
A APAV - Associação Portuguesa de Apoio à Vítima celebra o seu 28º aniversário e, apresentou os números do trabalho que tem desenvolvido.
 
Esta associação, cuja principal missão é apoiar as vítimas de crime em Portugal, realizou 40.928 atendimentos, registando 9,176 vítimas e 21.161 crimes. Neste mesmo ano, ajudou pessoas oriundas de 270 concelhos. 

A associação salienta que, apesar dos casos de violência doméstica serem os mais recorrentes, também apoia casos de bullying, nos quais se registou um aumento no número total de atendimentos, assim como a violência contra idosos, que no ano de 2017 contava com 994 vítimas. 

Outro dos números revelados pela APAV foram os casos de violência contra crianças e jovens, sendo que foram 810 casos. No entanto, o maior número de vítimas diz respeito a mulheres adultas, sendo que rondam as 5036, relativamente aos homens, apenas se registaram 775 denúncias.

No que se refere ao concelho de Moura, segundo Diamantina Escoval, Presidente da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Moura, a violência em geral não atinge proporções graves no concelho, mas em relação à sinalização de crianças e jovens envolvidos em situações de violência doméstica o aumento que tem vindo a ser registado é preocupante. As situações reportadas pelas autoridades à CPCJ de Moura têm aumentado registando-se 109 processos activos e 25 crianças sinalizadas.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
31 32
15 13
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda