PCP exige investimento nas acessibilidades do concelho de Moura
Publicado | 2018-06-21 04:54:15
 
A DORBE do PCP já reagiu ao que foi tornado público relativo à apresentação do Programa Nacional de Investimentos 2030, apresentado pelo Governo.
 
José Maria Pós de Mina, da DORBE de Beja do PCP, em declarações à Planície, destacou alguns dos pontos em discordância com o que o ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques sublinhou na apresentação do Programa. 

No caso concreto dos investimentos na rede ferroviária José Maria Pós de Mina, recorda a posição, ainda recentemente reafirmada na Resolução Politica da 9ª Assembleia da Organização Regional de exigência da sua modernização, articulada com outros investimentos na região e no país, incluindo a electrificação da linha entre Beja e Casa Branca, numa primeira fase, e a requalificação entre Beja e Funcheira, numa segunda fase, repondo a ligação directa ao Algarve. 

Em relação às rodovias o PCP entende que se deve construir e melhorar as principais acessibilidades do distrito, nomeadamente o IP8, em perfil de auto-estrada entre Sines e Ficalho e sem portagens, a ligação Beja-Aljustrel-Odemira em perfil de IC. Ligação Portel (IP2) – Moura - Ficalho (IP8); a requalificação da ligação Moura-Barrancos, por Amareleja; a requalificação das ligações Cuba-IP8; a elaboração de um programa de construção de variantes, com prioridade para Aljustrel e Moura; a reparação e requalificação da rede de estradas nacionais e respectivas obras de arte (pontes e pontões); a valorização do Aeroporto de Beja usando todas as suas valias, características e disponibilidades.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
19 20
12 10
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda