Executivo da Câmara de Moura responde aos Vereadores da CDU
Publicado | 2018-06-13 04:52:11
 
No final do mês de Maio os eleitos da CDU na Câmara Municipal de Moura, lançaram uma nota de imprensa em jeito de balanço da ronda de visitas realizadas à sede de concelho, no âmbito do Roteiro que os vereadores da CDU estão a promover pelo concelho de Moura.
 
No balanço das visitas realizadas em Moura, os comunistas mostravam-se preocupados com a cobertura do Edifício do Grémio da Lavoura, com o Convento do Carmo, criticavam o facto da obra de ligação da Rua das Hortas à Rua do Areeiro ter sido abandonada, bem como a redução de 40% nas verbas relativas aos acordos de cooperação com as juntas de freguesia.

Perante estas preocupações e críticas, o executivo socialista que lidera a Câmara Municipal de Moura respondeu às questões suscitadas.
Relativamente à cobertura do Edifício do Grémio da Lavoura, Álvaro Azedo, Presidente da Câmara Municipal de Moura recorda que o estado em que o edifico se encontra resulta dos anos de abandono a que esteve entregue, durante os consecutivos mandatos da CDU no município de Moura. Ainda assim o autarca avançou que com base na reprogramação do PEDU, estão previstas intervenções que permitirão construir uma nova cobertura e assegurar a estabilidade do edifício, um investimento que deverá rondar os 545 mil euros. Este será um assunto que fará parte da ordem de trabalhos da próxima reunião de Câmara.

Relativamente ao Convento do Carmo que integrou o projecto REVIVE o executivo socialista recorda que foi a CDU que esteve à frente dos destinos do Município nos últimos 20 anos e que nada fez para inverter a situação de abandono a que este espaço tem estado votado. Álvaro Azedo diz que desde que o novo executivo tomou posse têm sido promovidas várias diligências junto das entidades competentes, no sentido de resolver esta questão, garantindo que os vereadores da CDU têm sido informados de todas estas acções. Neste momento a situação do edifício está a ser acompanhada, avançando o autarca que será lançado um concurso público internacional para a concepção, construção e exploração deste espaço no âmbito do programa REVIVE.

No que toca à obra de ligação entre a Rua das Hortas e a Rua do Areeiro, Álvaro Azedo diz que os vereadores da CDU mentiram à população, uma vez que esta obra nunca fez parte da candidatura ao PEDU. O autarca afirma ainda que na primeira reprogramação, apresentada a 17 de Maio de 2017, quando a CDU ainda governava o concelho, este projecto não foi previsto, ou seja não estava programado realizar esta obra. Álvaro Azedo explicou ainda que este projecto não tinha enquadramento nas prioridades de investimento inscritas no PEDU, no PARU, no PAICD, ou no PAMUS, porque houve indicações técnicas da própria CCDR Alentejo nesse sentido.

Quanto à questão da redução de 40% nas verbas relativas aos acordos de cooperação com as juntas de freguesia que a CDU voltou a criticar, Álvaro Azedo recorda que o executivo por si liderado encontra-se a pagar divida às juntas de freguesia, deixada pela gestão da CDU, mas que mesmo assim foi proposto às juntas um aumento de 100 mil euros por ano nas transferências a realizar para as freguesias do concelho, reafirmando que no último mandato da CDU as freguesias receberam 244.435,11 euros e com o PS irão receber 348.937,27 euros.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
24 24
12 13
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda