FENPROF admite regressar às greves
Publicado | 2018-06-05 04:38:15
 
Os professores admitem avançar com uma greve aos exames nacionais, às aulas e a tarefas burocráticas como o lançamento de notas, caso o Ministério da Educação mantenha a proposta de contagem do tempo de serviço hoje apresentada.
 
Os docentes exigem a recuperação dos nove anos, quatro meses e dois dias de serviço em que a contagem esteve congelada, ao passo que o Ministério da Educação só está disponível para a recuperação de menos de três anos.

Segundo a FENPROF - Federação Nacional de Professores, o Ministro da Educação Tiago Brandão Rodrigues, dá aos professores apenas duas hipóteses, ou os sindicatos aceitam a proposta da tutela, ou terminam as negociações sobre esta matéria sem recuperação de qualquer tempo serviço.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
19 20
12 10
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda