Rastreio nacional às infecções sexualmente transmissíveis apela à participação dos jovens de Beja
Publicado | 2018-03-14 04:28:10
 
O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, através do Departamento de Doenças Infecciosas, está a promover o primeiro estudo sobre a prevalência de quatro microrganismos responsáveis por infecções sexualmente transmissíveis, as IST, em Portugal continental.
 
O estudo é dirigido a jovens com idades entre os 18 e os 24 anos, população que apresenta maior risco de desenvolvimento de complicações clínicas graves decorrentes das IST. 

O rastreio pode ser realizado de forma gratuita, voluntária e anónima, em qualquer laboratório do Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa, no distrito de Beja.

A análise é realizada através de uma colheita de urina. Os participantes podem solicitar o acesso aos seus resultados.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 20
11 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda