Perfurações em busca de petróleo no Alentejo podem arrancar ainda este ano
Publicado | 2015-03-12 04:10:11
 
A Galp e a italiana Eni vão investir mais de 92 milhões de euros para fazer o primeiro poço petrolífero em águas profundas portuguesas, no Alentejo, ao largo de Sines.
 
O início da perfuração, prevê-se que possa ter inicio ainda este ano, ou no início de 2016, para confirmar a existência de petróleo em Portugal, numa operação que tem um índice de sucesso inferior a 20%. Ainda assim a Galp e a Eni estão confiantes e, em caso de ser encontrado petróleo em quantidade e qualidade que chegue para comercializar, a produção só deverá ter início em 2025.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
31 32
15 13
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda