Partido Socialista está preocupado com a Reforma Hospitalar
Publicado | 2015-02-19 04:00:27
 
O Grupo Parlamentar do Partido Socialista tem muitas dúvidas em relação à anunciada Reforma Hospitalar, que o Ministério da Saúde está a levar a cabo.
 
Isso mesmo fez saber através de uma nota de imprensa, onde solicita a revogação da Portaria que “estabelece os critérios que permitem categorizar os serviços e estabelecimentos do Serviço Nacional de Saúde, de acordo com a natureza das suas responsabilidades e quadro de valências exercidas, e o seu posicionamento da rede hospitalar e procede à sua classificação”.
Os socialistas consideram que, ao contrário do previsto, o diploma pretende o encerramento de valências e serviços sem se acautelar previamente as necessidades da população e sem salvaguardar as opções que mais ganhos trarão, quer em termos de acesso e qualidade na prestação dos cuidados de saúde às populações, quer em termos de uma melhor gestão e maior eficácia de redução de custos, no sentido de assegurar a sustentabilidade económico-financeira do Serviço Nacional de Saúde.
De acordo com Luís Pita Ameixa, deputado socialista eleito por Beja, um dos serviços que poderá vir a encerrar, no âmbito desta reforma, é a Maternidade do Hospital de Beja.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
39 37
19 19
 
 

Nome:

Email:

 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda