ResiAlentejo - Dois milhões de euros para novo aterro
Publicado | 2021-02-15 04:21:45
 
A Câmara Municipal de Beja, na sua última Assembleia Geral, deliberou o aumento do capital social da ResiAlentejo, de forma a poder construir-se, com carácter de urgência, um novo aterro com um custo estimado de 2 milhões de euros.
 

Segundo o autarca bejense, Paulo Arsénio esta decisão deve-se ao facto de “o aterro da ResiAlentejo se aproximar a passos muito largos do esgotamento”.

E adianta que para “construção de aterros não existe qualquer tipo de financiamento comunitário ou nacional pelo que, o valor de investimento tem de ser suportado pelos municípios associados”.

Na Assembleia Geral foi ainda deliberado por maioria, que o investimento no novo aterro seja feito nos termos do princípio do poluidor-pagador.

Para que a empreitada avance antes de se esgotar totalmente a capacidade do actual aterro, Beja irá aumentar o seu capital social na ResiAlentejo em 803 mil e 991 euros.

Recordamos que a empresa serve 8 concelhos do Baixo Alentejo, Almodôvar, Barrancos, Beja, Castro Verde, Mértola, Moura, Ourique e Serpa.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
13 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda