Covid-19 - Estrutura de Apoio de Retaguarda ajuda o Hospital de Beja
Publicado | 2021-02-04 05:33:24
 
Segundo a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, a Estrutura de Apoio de Retaguarda (EAR), de Beja, situada na Base Aérea nº 11, recebeu no dia 1 de Fevereiro, 5 doentes do Hospital José Joaquim Fernandes.
 

As 19 Estruturas de Apoio de Retaguarda operacionais têm uma capacidade máxima instalada para 1.950 utentes, pelo que a taxa de ocupação é actualmente de 4 por cento, refere o Ministério da Administração Interna (MAI) em comunicado.

 Rede visa “aliviar de alguma forma as camas nos hospitais” e no total

contará com uma capacidade máxima que ultrapassa as 2.300 camas.

Segundo o MAI, cabe a cada administração regional de saúde, em articulação com o hospital da área de referência, disponibilizarem médicos e enfermeiros para acompanharem as pessoas instaladas.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil vai suportar, sempre que necessário, “as despesas relativas a alimentação, electricidade, gás, água, telecomunicações, lavandaria, limpeza e higienização das instalações das Estruturas de Apoio de Retaguarda” e acompanha a actividade das estruturas, a sua ocupação e eventuais constrangimentos que possam ocorrer, assegura o MAI.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
13 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda