Reacções – PSD Moura “Pessoas que se deixaram de rever nos partidos políticos tradicionais”
Publicado | 2021-01-26 05:52:49
 
Num rescaldo aos resultados eleitorais para a Presidência da República do passado domingo, em que Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito para o seu segundo mandato, a Planície ouviu as reacções dos partidos a nível concelhio e distrital.
 

No Concelho de Moura, o independente, Marcelo Rebelo de Sousa foi o candidato mais votado. Mas as eleições ficaram marcadas na região do Alentejo pelo segundo lugar de André Ventura, do partido Chega, de extrema direita.

Luís Salvador Acabado, do PSD de Moura, na reacção a estas eleições destaca que “Em primeiro lugar quero felicitar Marcelo Rebelo de Sousa pela sua reeleição, que significa a confiança e admiração que os portugueses sentem por ele”.

“É de sublinhar que o candidato vencedor teve o apoio do PSD, CDS e uma parte do eleitorado do PS. Venceu em todos os distritos, em todos os concelhos e praticamente em todas as freguesias. Conseguiu reforçar a sua votação em todos os distritos, ultrapassando os 50%, à excepção de Bragança”. Referiu o líder concelhio dos sociais democratas.

Por último Luís Salvador Acabado diz que “No que ao André ventura diz respeito, este candidato representa a parte descontente do pais, em relação às políticas que tem sido praticada nas últimas décadas. Pessoas que se deixaram de rever nos partidos políticos tradicionais, como o próprio PSD, CDS, PS e PCP.

Amanhã na Planície temos as reações aos resultados eleitorais a nível distrital com: Nelson Brito, presidente da Federação do Baixo Alentejo do PS; João Pauzinho, da Direcção da Organização Regional de Beja (DORBE); Gonçalo Valente, presidente da Distrital de Beja do PSD; Pedro Pinto, presidente da Distrital de Beja do Partido CHEGA.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
13 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda