Falta de profissionais de pediatria no Hospital de Évora
Publicado | 2020-12-16 04:37:32
 
Segundo um comunicado do Sindicato dos Médicos da Zona Sul (SMZS) “A situação da Urgência Pediátrica do Hospital do Espírito Santo de Évora tem vindo a piorar, desde que o Sindicato denunciou o risco do seu encerramento, a 31 de Agosto”.
 

Administração do Hospital de Évora há vários meses que não resolve problemas da Urgência Pediátrica, adianta o documento sublinhando que “em 6 de Outubro , a Directora Clínica do Hospital de Évora determinou a diminuição do nível de cuidados prestados à população, sob a falácia de assegurar um atendimento de qualidade aos seus utentes, alterando o modelo de atendimento da Urgência Pediátrica, passando de dois pediatras para um médico Pediatria ou, na sua impossibilidade, com um interno dos últimos 12 meses de formação e com prestadores de serviço com treino na área pediátrica”.

O SMZS reuniu com a Directora Clínica, no dia 16 de Outubro, tendo sido transmitida a tentativa de resolução da situação, mediante a contratação de mais médicos.

No entanto, adianta o sindicato  a 13 de Novembro, a Directora Clínica emite um documento dirigido ao Serviço de Pediatria (e Unidade de Neonatologia), afirmando que aguarda, por parte destes serviços, uma “escala mensal totalmente preenchida em conformidade com o decidido” e que o Conselho de Administração “não tem obstáculos em autorizar o preenchimento de uma escala de urgência que, de forma sustentada, garanta o funcionamento do serviço 24 horas/7 dias [e que] poderão ser escalados dois pediatras/24 horas”.

Vários meses depois, o problema continua sem solução, tendo até sido agravada a dificuldade em assegurar a urgência, pois estão disponíveis apenas 4 especialistas em pediatria. Esta situação tem exigido da parte destes médicos um excesso sobre-humano de horas extraordinárias, que colocam em causa a sua segurança e a dos doentes.

O SMZS exorta a Directora Clínica “a prestar esclarecimentos públicos acerca das suas responsabilidades sobre a situação vivida pelo Serviço de Pediatria do Hospital de Évora”.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
13 11
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda