Campanha " 10 Milhões de Estrelas” da Cáritas Diocesana de Beja
Publicado | 2020-12-14 04:59:09
 
"10 Milhões de Estrelas - Um Gesto pela Paz” é a campanha anual da Cáritas que está a decorrer, até meados de Janeiro.
 

Todos aqueles que se quiserem juntar à Cáritas Diocesana de Beja e contribuírem para combater a pobreza mais agressiva em Portugal, poderão fazê-lo de forma simbólica através da aquisição de uma “estrela”, nas paróquias aderentes da diocese, ou adquirindo online através do site da Cáritas Portuguesa.   

Márcio Guerra, da Cáritas de Beja, salientou à Planície que “a campanha já decorre em Portugal desde 2013, apesar de ter tido origem em França em 1984. O motivo e porquê da Caritas organizar esta campanha tem a ver com o facto de procurar promover, nesta época natalícia, uma reflexão colectiva, junto dos diferentes agentes da comunidade sobre problemas que existem ainda, e que perduram num espaço e no tempo que acabam por afectar muitas pessoas.  Nomeadamente problemas relacionados com a pobreza, o desemprego com a habitação ou com a falta da mesma, é um dos pilares da campanha. O outro pilar, é a angariação de verbas que possam ajudar a rede Cáritas a atenuar este sofrimento por parte das pessoas que atendemos “.

Por cada “estrela/vela” solicita-se um donativo mínimo de 2€, sendo que as verbas angariadas ajudarão a materializar as acções de dimensão social, da rede nacional Cáritas, canalizando o montante para apoiar as famílias que, em Portugal, vivem situações de fragilidade, em virtude da Pandemia e dos efeitos colaterais. Entre Abril e Outubro de 2020, a Cáritas Portuguesa apoiou, no âmbito da sua campanha “Inverter a curva da pobreza”, perto de 6.000 pessoas em dificuldades devido à Covid-19, um número que acresce aos pedidos recebidos pela Cáritas num contexto anterior ao da pandemia. Apesar das necessidades ao nível alimentar que a rede nacional Cáritas continua a proporcionar às famílias, é cada vez mais uma das principais organizações na resposta financeira a pedidos concretos, destacando-se o apoio ao pagamento de despesas de rendas para habitação (61%), de despesas relacionadas com a saúde, como a aquisição de medicamentos e realização de exames médicos (17%) e ao pagamento de despesas relacionadas com a electricidade (11%). 

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
13 11
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda