Cidadão francês, residente em Safara, condenado a 7 anos e 6 meses de prisão
Publicado | 2020-11-16 09:32:32
 
Um indivíduo de nacionalidade francesa, residente no concelho de Moura, freguesia de Safara, foi condenado a 7 anos e 6 meses de prisão, por 182 crimes de violação e um por violência doméstica à sua companheira.
 

Recordamos que o arguido, de 58 anos, controlava todos os passos da mulher mantendo constante supervisão do seu salário, telemóvel e deslocações, tendo até recorrido a ameaças de morte, segundo o acordo com o despacho de acusação do Procurador do Ministério Público de Cuba.

Segundo o site de informação Lidador “Jean-Claude da Silva cidadão francês, tinha acabado de ser condenado, em cúmulo jurídico, a uma pena de prisão de 7 anos e 6 meses, ficando em liberdade até trânsito em julgado do acórdão, mas acabou por sair do Tribunal de Beja, com três agentes da PSP local, tendo como destino o Estabelecimento Prisional (EP) da cidade”.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
13 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda