Covid-19 - Comerciantes de Beja protestam hoje sobre as medidas do governo
Publicado | 2020-11-12 04:54:11
 
Os comerciantes de Beja e alguns do distrito, numa iniciativa de união, vão protestar hoje na cidade de Beja contra as medidas que vigoram, neste momento, em Portugal, tendo em conta a pandemia da Covid-19.
 

Justificando que os pequenos comerciantes têm de encerrar às 13 horas aos fins-de-semana e as grandes superfícies podem funcionar até às 22 horas.

Descontentes com as desigualdades, injustiças e face às restrições a que estão sujeitos, os comerciantes vão protestar vestidos com uma peça de roupa preta.

Irene Martins, comerciante de Beja e representante da iniciativa, em declarações à Planície adiantou que “Nós resolvemos fazer este protesto em forma de alerta, direcionado ao nosso governo. Conseguimos compreender, de um modo geral, o que se está a passar com a pandemia, mas as atitudes que o governo tem não vão de encontro aquilo que apelam, só vão ao encontro de alguns. Não faz sentido, porque todos nós temos que fazer sacrifícios, e depois as grandes superfícies estão abertas e nós obrigados a estar fechados a partir das 13 horas ao fim-de-semana".

A responsável pela iniciativa avançou ainda que "Vamos fazer este manifesto, e queremos igualdade, já que estamos no mesmo mar, mas não estamos no mesmo barco. Todos precisamos de comer, e nós estamos por nossa conta, isto é incompreensível e inaceitável.”

O protesto está agendado para hoje, com início previsto para as 13h30, no Jardim do Bacalhau em Beja.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
13 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda