Covid-19 – Concelho de Alvito único sem casos positivos desde o início da pandemia
Publicado | 2020-11-01 11:25:25
 
Numa altura que o primeiro-ministro, António Costa, avisou que “convém não criar falsas expectativas” porque Novembro vai ser “muito duro e muito exigente”, havendo probabilidade de, daqui a 15 dias, acrescentar mais concelhos à lista com novas restrições, o concelho de Alvito, nos distrito de Beja, é o único do país sem nenhum caso de Covid-19 desde o inicio da pandemia.
 

António Valério, presidente da Câmara Municipal de Alvito, explicou à Planície alguns dos motivos que, para o autarca por ter tido alguma influência para esta situação. “Até este momento, o não registo de qualquer contaminação em Alvito desde o início da pandemia, deve-se a um pouco de sorte e também mérito da população do concelho, onde os munícipes têm tido preocupações na prevenção. As pessoas estão tendo muito cuidado e respeitando de uma forma correcta as normas da Direcção Geral de Saúde.” Adiantou o autarca.

Em relação ao trabalho que a autarquia tem estado a fazer para combater esta pandemia, António Valério explica que “da parte do município tomamos todas as medidas que no fundo foram tomadas também por outros municípios, ou seja, suspendemos todas as acções de natureza cultural, como feiras e espectáculos”.

“O Facto de o concelho ser pequeno e as estradas não pertencerem a um itinerário principal pode também ter contribuído para esta situação” Finalizou o presidente da Câmara de Alvito.

Recordamos que actualmente cento e vinte e um municípios, entre eles o de Beja, vão ficar abrangidos, a partir de quarta-feira, pelo dever cívico de recolhimento domiciliário, novos horários nos estabelecimentos e teletrabalho obrigatório, salvo "oposição fundamentada" pelo trabalhador.

Os restaurantes nestes 121 concelhos do continente não poderão ter mesas com mais de seis pessoas e o seu horário de fecho passa a ser as 22h:30.

Os estabelecimentos comerciais terão de fechar, na generalidade, às 22h:00.

Também nestes territórios, ficam proibidas as feiras e os mercados de levante, e os eventos e celebrações ficam limitados a cinco pessoas, excepto nos casos em que os participantes pertencem ao mesmo agregado familiar.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
13 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda