Roberto Grilo candidata-se à presidência da CCDR Alentejo
Publicado | 2020-09-22 12:29:04
 
O atual presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo, Roberto Grilo, disse hoje à agência Lusa que é candidato ao cargo, sendo o segundo nome anunciado a sufrágio no dia 13 de outubro.
 

Em resposta por correio eletrónico, o candidato, de 48 anos, sublinha que a sua candidatura é "independente", por "imperativos de consciência", contando nesta altura com apoios de todos os quadrantes políticos.

Além de Roberto Grilo, que preside à CCDR do Alentejo desde julho de 2015, apresenta-se a votos o presidente da Turismo do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva, que assumiu à Lusa que a sua candidatura conta "com todos, independentemente da filiação partidária".

Roberto Grilo, que é também economista, explica por sua vez que concorre ao cargo por considerar que pode ser "útil" ao território, e por contar com "incentivos muito fortes" por parte da comunidade alentejana.

"O motivo principal é a convicção de que posso ser útil ao território, no âmbito das competências da CCDR do Alentejo, para além dos incentivos muito fortes da comunidade alentejana, em especial dos autarcas, de todos os partidos e forças independentes", disse.

O atual presidente da CCDR do Alentejo é também militante do PSD, mas sublinha que esse fator não afeta a sua candidatura.

"O meu trabalho nos últimos cinco anos e o apoio transversal a todos os partidos de que beneficio é o melhor garante de que a minha candidatura é independente, aliás, é a única candidatura independente em todo o território nacional nestas eleições", lê-se na resposta.

No início deste mês, António Ceia da Silva, anunciou a sua candidatura à presidência da CCDR do Alentejo numa publicação na sua página na rede social Facebook, acompanhada por uma fotografia em que surge com os presidentes das federações distritais de Portalegre, Évora e Beja do PS.

Na mesma publicação, Ceia da Silva disse ser "muito especial contar com o apoio dos presidentes das Federações do PS de Beja, Évora e Portalegre", mas assumiu o objetivo de que a candidatura "seja de todos".

Roberto Grilo considera por sua vez que a candidatura de Ceia da Silva é "assumidamente partidária", acrescentando que "é normal" no quadro legal definido.

Um colégio de 1.263 autarcas, dos quais 270 pertencem a câmaras municipais, vai eleger em 13 de outubro o novo presidente da CCDR do Alentejo.

Segundo o caderno eleitoral para a eleição do presidente da CCDR do Alentejo, consultado pela Lusa no Portal Autárquico da Direção-Geral das Autarquias Locais, o novo presidente vai ser eleito por 1.263 autarcas, a maioria dos quais (993) membros de assembleias municipais, entre deputados e presidentes de juntas de freguesia.

De entre o total de votantes, 270 são os presidentes de câmara e vereadores dos 47 municípios do Alentejo.

A maioria pertence ao PS, que detém a liderança de 25 municípios, seguindo-se os comunistas (14) e o PSD (quatro). Há ainda outros quatro municípios governados por movimentos independentes.

A eleição do presidente e de um vice-presidente para cada uma das cinco CCDR do país decorre entre as 16h00 e as 20h00 de 13 de outubro.

Até agora os presidentes das cinco CCDR - Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve - eram nomeados pelo Governo.

Lusa

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
13 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda