Bloco quer reforço dos transportes públicos na região do Alentejo
Publicado | 2020-09-18 03:21:31
 
O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda questionou o Ministério do Ambiente e da Acção Climática, sobre a situação dos transportes públicos no Alentejo.
 

A deputada Isabel Pires referiu à Planície que “nós no Grupo Parlamentar, especialmente ao longo dos últimos meses, tivemos  conhecimento que grande parte do serviço de transporte público em vários concelhos da região do Alentejo,  se mantêm suspensos ou drasticamente diminuídos por tempo indeterminado por parte das operadoras privadas que detêm as concessões de prestação de serviço público de transporte rodoviários de passageiros.

Achámos que era importante que o Governo também se pronunciasse sobre esta matéria. Sabemos que a mobilidade é absolutamente essencial e ainda mais importante e com mais atenção ela tem que ser olhada em regiões como o Alentejo.”

A parlamentar bloquista adiantou que “achamos que é importante que o Governo se pronuncie sobre este caso específico e possa dar informações, não só ao Parlamento, mas também às populações, sobre o que tem pensado e planeado para que exista este reforço de transportes públicos, nomeadamente no Alentejo.”

Segundo o BE “neste momento, são várias as localidades que continuam com um serviço de transporte insuficiente, com horários reduzidos que não servem as populações. Para além do mais a empresa recorreu ao layoff, pelo que defendemos que a reversão desta medida e a adequação à crescente procura de transportes públicos é um primeiro passo necessário para garantir a mobilidade e segurança das populações, só assim pode ser cumprido o contrato em vigor com a empresa.”

O Bloco de Esquerda deixa a pergunta se está o Governo disponível para exigir, junto da Rodoviária do Alentejo, a reposição de todas as carreiras suspensas e o reforço dos seus horários.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
13 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda